Quatro Pilares de um Lar Harmonioso

Gênesis 2.24,25

Pare um pouco e pense bem sobre essas palavras, nós temos resumidamente quatro pilares que são o alicerce de um casamento feliz. Cada um desses pilares é necessário para que haja harmonia e felicidade no lar.

1) “Por isso deixa o homem pai a mãe”

Aí está o primeiro pilar. Para que o novo relacionamento floresça, há necessidade de um deixar emocional por parte dos recém-casados. É fundamental que tanto o homem como a mulher cortem o cordão umbilical, rompam os laços de dependência emocional dos seus pais. Este “deixar” é tão importante que Deus o menciona antes de falar sobre união matrimonial. Isto não quer dizer que os recém casados devem abandonar ou deixar de respeitar e honrar aos seus pais, mas significa que eles precisam dar um outro enfoque a vida, tendo o cuidado de suprir as necessidades um do outro.

Três deixar:

* Emocional (não deixar de amar, mas no sentido de não ir por qualquer razão reclamar para os pais)

* Financeiro

* Geograficamente (cada um debaixo do seu próprio teto)

2) “Se une a sua mulher”

A palavra une significa cimentar e indica a natureza permanente do casamento. As duas pessoas estão colocadas uma a outra. Por isso, qualquer tipo de separação é muito dolorosa.

No plano original de Deus, o casamento era uma instituição permanente, “até que a morte os separe”; não até que a sogra os separe, não até que o amante os separe, nem até que a profissão os separe, nem mesmo até que a discórdia os separe; mas até a morte.

Este se une é um processo crescente. Pensando no use do verbo “unir” no versículo 24, deixe-me lembrá-lo de que seu significado é “cimentar”. Se você tentar separar duas folhas de papel colocadas uma a outra, as duas se rasgarão.

3) “Tornando-se os dois uma só carne”

Casamento significa unidade, no sentido mais completo da palavra – espiritual, mental e física. É um processo que acontece durante toda a vida do casal. Esta unidade não pode acontecer da noite para o dia, por isso leva uma vida toda (temos bases diferentes, sentimentos, interesses, hábitos, dons e habilidades). Tornar-se os dois uma só carne refere-se a experiência sexual. Nós nos casamos no cartório para cumprir a lei. Casamos na igreja perante o povo para invocar as bênçãos de Deus a dar testemunho público dos votos feitos. Casamos na cama através do ato conjugal. Aí dá-se a consumação do casamento. Essa experiência é reservada somente para duas pessoas que deixaram e se uniram. Qualquer outra experiência de intimidade física é uma tragédia com resultados catastróficos. A Bíblia define claramente o homem que comete adultério. Vejamos as palavras do grande sábio em Provérbios 6.32 : – O que adultera com uma mulher esta fora de si, só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa.

Embora o relacionamento “uma só carne” seja basicamente física, as implicações espirituais, mentais e emocionais são muitas. A Bíblia descreve esse ato em Gênesis 4.1 da seguinte maneira: – E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu …. A palavra “conheceu” é a palavra que o Espírito Santo escolheu para descrever essa santa união entre o homem e a sua mulher. O conhecer no ato sexual não é somente físico, mas também emocional, mental e espiritual. Sim podemos dizer que este ato é um ato espiritual.

4) “Intimidade”

Somente depois que o homem e a mulher “deixam” seus pais e assumem o compromisso de se unirem tornando-se uma só carne, é que vem a intimidade. Este é o quarto pilar do casamento. Ele está expresso nas palavras, ora, um e outro, o homem e sua mulher, estavam nus, e não se envergonhavam. Na lista das prioridades de Deus a intimidade está em último lugar porque antes dela o casal deve deixar, unir-se e tornar-se. Esta ordem é importante e não pode ser mudada. A nudez de Adão e Eva não era simbólica, mas real. E não havia nenhuma vergonha ou embaraço entre eles. Nenhuma área estava escondida, nenhum medo, nenhum acanhamento. Havia liberdade física e emocional. É importante notar que esta intimidade era o resultado de um relacionamento sem pecado. Até esta altura, havia uma profunda intimidade e transparência. Esse era o plano de Deus, mas com o pecado essa intimidade acabou. E agora temos egoísmo, insatisfação, raiz de amargura, frustração e mal entendidos. Através do conhecimento bíblico podemos voltar a gozar o nosso relacionamento sexual como Deus planejou.

Se não houver o deixar, o unir-se e o tornar-se, não haverá alicerce para se construir um lar feliz.

O plano original de Deus não pode ser mudado. Os quatro pilares é que seguram a casa e é necessário que haja o compromisso do até que a morte os separe.

Quando o homem interfere na ordem de Deus ele sempre tem problemas. É bem provável que você, meu amado amigo, esteja com sérios problemas em seu casamento. Se este for o caso, tenha uma boa notícia: – nem tudo está perdido, mesmo que o seu alicerce esteja abalado, não se deixe desanimar. O primeiro passo para reconstruí-lo é reconhecer que há problema. Se houver disposição da sua parte, ainda haverá possibilidade de deixar o Senhor edificar a sua casa.

Amor Ágape – amor de Deus

Amor Phileo – amor emocional

Amor Eros – amor sexual

Matemática de Deus: 1 + 1 = 1

Em minha opinião o maior problema que nossos lares estão enfrentando atualmente é falta de compreensão do papel do marido e da esposa no lar. A família é uma “invenção divina”. Deus além de criar o marido e a esposa, estabeleceu princípios e definiu os papéis de cada um, tendo em vista um casamento bem sucedido. O marido que leva Deus a sério pergunta: – “Senhor como eu posso ser o marido que tu queres que eu seja?” Por outro lado a esposa que ama ao Senhor pergunta: -”Senhor como eu posso cumprir o meu papel de esposa de acordo com a tua vontade?” A resposta para ambas as perguntas: Efésios 5.22-29

Pr. Adolfo Sarmento e Esposa

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Use a sua autoridade! – Bob e Debbie Gass

“Eu lhes dei autoridade… sobre todo o poder do inimigo…” – Lucas 10:19 NIV

O diabo escolheu você como alvo de um ataque? Você está se perguntando: “Por que ele está gastando o tempo dele comigo?” A resposta é – influência. A influência de Jó irritava Satanás constantemente. Um dia, Deus disse a ele: “Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele…” (Jó 1:8 NVI). Pouco tempo depois dessa conversa, Satanás atacou a saúde de Jó, seus filhos, seu casamento e seus negócios. Você não pode chamar a atenção de Deus sem chamar também a atenção do diabo! O que glorifica a Deus, enfurece nosso inimigo. Mas você tem o poder para vencê-lo. Jesus disse: “Eu vi Satanás caindo do céu como relâmpago. Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano” (Lucas10:18-19 NVI). Preste atenção, você não foi chamado para derrotar Satanás; Jesus já fez isso há 2.000 anos! Você foi chamado a reforçar a derrota dele a cada dia. Jesus já o desarmou e fez disso um espetáculo aberto ao público na cruz (Colossenses 2:15). Quando o General MacArthur encontrou o Supremo Comandante das forças japonesas no final da Segunda Guerra Mundial, ele tomou a espada da mão dele, declarou vitória e reforçou as condições da rendição incondicional. E foi isso que Jesus fez por você na cruz. Quando morreu e ressuscitou, Jesus destituiu o diabo do seu poder e declarou: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão…” (Mateus 28:18-19 NVI). Em Seu poder. Em Sua força. Em Seu nome. Ele lhe deu autoridade sobre o inimigo – use-a.

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

A modernidade e as amplas prateleiras do mercado religioso – Ed Rene Kivitz

Aqui uma pequena parte do texto deste pastor. quem quiser ler o texto inteiro clica no linkhttp://edrenekivitz.com/blog/2011/10/modernidade-amplas-prateleiras-mercado-religioso/

As massas decepcionadas com a modernidade e suas promessas voltam a correr para as categorias do sagrado, do transcendente, e do divino. Nos países do chamado terceiro mundo a religião nunca saiu de moda. Conceitos como modernidade e pós modernidade passam longe dos dilemas de quem vive na pobreza e na miséria extrema. Os resultados das últimas pesquisas a respeito do cenário religioso no Brasil indicam que com sua mensagem que enfatiza o poder do Espírito Santo e a interferência de Deus no cotidiano das pessoas, as igrejas evangélicas crescem sem parar. Motivados pela busca de solução para seus problemas pessoais e dificuldades de inserção na sociedade, as massas se convertem à esperança prometida pela religião. As pessoas trocam de religião ou de credo em virtude de questões como desemprego, doenças na família, problemas conjugais, perdas significativas e sofrimento intenso, e também e principalmente a solidão e a necessidade de sentido existencial. Quem não tem para onde correr, corre para Deus. Os que sabem disso e não têm escrúpulos em se aproveitar da fragilidade de quem sofre são protagonistas de um processo nefasto que mantém acesa a fogueira da religião entendida no pior de seus sentidos.

O atual retrato da fé permite a afirmação de que, se é verdade que as instituições religiosas estão abaladas, Deus continua vivo como sempre, e adorado – ou idolatrado – como nunca.

[Publicado originalmente no jornal Valor Econômico, 14 de outubro de 2011]

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Viva

“Mesmo na velhice darão fruto…” – Salmo 92:14 NVI

Você percebeu que por mais velhas que certas pessoas fiquem, elas jamais perdem a beleza ? Ela apenas passa do rosto para o coração. Hoje, você pode ter a impressão de que a vida útil de uma pessoa termina aos 65 ou 70 anos, mas isso não pode estar mais longe da verdade! Na verdade, seria um desperdício de potencial! Veja, Picasso produziu algumas das suas maiores obras aos 90 anos. Rubinstein ofereceu um dos seus maiores recitais aos 89 anos. Marjorie Stoneham Douglas, que recebeu o crédito por salvar o Everglades da Flórida, ainda estava lutando pela causa aos 100 anos. Leia a sua Bíblia: “Moisés tinha 120 anos de idade quando morreu; sua vista não estava fraca, nem a sua força natural abatida” (Deuteronômio 34:7). “… O Senhor abençoou o final da vida de Jó mais do que o início…” (Jó 42:12). Noé construiu a arca quando tinha 500 anos, entrou nela por algum tempo, depois saiu e começou o mundo outra vez. “Não está acabado até que Deus diga que está acabado”, e se Ele não disse isso, viva cada momento que Ele lhe der ao máximo! “Quanto mais velho o violino, mais doce o tom”, portanto, pegue o seu arco e faça um pouco de música. Quando alguém disse à poetisa Dorothy Duncan, de 89 anos, que ela havia vivido uma “vida plena”, ela respondeu bruscamente: “Não ouse falar de mim no tempo passado!”. Se você não está velho demais para aprender e se manter entusiasmado, ainda pode “dar frutos na velhice”. A decisão é sua. Se pode respirar, ore! Se pode falar, encoraje outros! Se pode lembrar, compartilhe sabedoria. Você se lembra da criação? É maravilhoso o que Deus pode fazer apenas em um dia. Portanto, dê a Ele todos os dias que lhe restam.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dê o melhor de si!!!

“… uma coisa faço…” – Filipenses 3:13

 

Faça duas perguntas a si mesmo. Primeiro, eu quero o melhor de Deus? Não é fácil acordar cedo enquanto os outros dormem, e se preparar para o desafio. Como Jesus no Getsêmani, você descobrirá que é difícil encontrar pessoas que ficarão ao seu lado enquanto você está se preparando. Mas não pode haver celebração sem preparação. Nem todos podem lidar com o sucesso. Alguns prefeririam ter tranquilidade; eles não gostam de críticas e não conseguem suportar a pressão. Mas se você quer o melhor de Deus, você pode tê-lo. Se você tem a paixão, o preço não vai impedir você! Você será atraído e impelido em direção ao alvo. Em segundo lugar, pergunte a si mesmo: o quanto o meu desejo é forte? Se você não tem a paixão para isso, nunca superará os obstáculos. O verdadeiro poder vem do desejo, que é aceso na fornalha do anseio não realizado. Os corredores de longa distância dão passos firmes e colocam o foco na resistência, e não apenas na velocidade. Eles correm cada volta, vão até o limite e se entregam a uma única coisa – vencer. O suor exala de seus corpos. O gosto da exaustão está em suas bocas. À medida que se aproximam da linha de chegada, uma explosão final de energia irrompe. É a última volta. Sem desculpas; é agora ou nunca! Pelo menos uma vez antes de colocarem você no caixão, você deve a Deus e a si mesmo a experiência do sentimento de dar tudo de si. A vitória não é barata. Paulo escreveu: “Prepare-se. Você está face a face com muito mais do que pode lidar por si só. Aceite toda a ajuda que puder conseguir, cada arma que Deus preparou, para que quando tudo terminar você ainda esteja de pé…” (Efésios 6:13-15 TM).

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Separação!! – M. Lloyde-Jones

Porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? (2 Coríntios 6:14-16).
E a resposta é, em todos esses casos: não há nenhuma harmonia entre esses elementos antagônicos; todos eles são opostos eternos. Os cristãos passaram a ver isso tão claramente quanto possível, e, por conseguinte, compreendem que devem separar-se de todas essas coisas.

Agora, isso não significa que você se torna um fariseu justo e diz: “Eu sou mais santo que você. Eu sou melhor que todos os demais”. Não, não! Os cristãos podem ser tentados, e tentados fortemente até quase caírem, na verdade podem até cair, e, todavia, sabem que isso é mau. Se você quer viver como Abraão, se você quer viver uma vida de bênção, aqui está a palavra de João para vocês: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há, Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida não é do Pai, mas do mundo, E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre (1 João 2:15-17).

Circuncisão, separação! Abraão viu isso. Ele disse: como posso andar com este Deus e levar uma vida que é exata mente o oposto daquele velha vida?

João coloca o assunto nestes termos: “Aquele que diz: eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade” (1 João 2:4). Foi isso que Abraão viu. A separação do mundo é sempre uma característica desta vida piedosa. Os cristãos sabem que as coisas do mundo são perigosas para a sua alma. Eles não são fariseus justos, porém são exatamente o oposto. Eles conhecem a sua fraqueza, mas se lembram do que o apóstolo Pedro disse: “Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais” – por quê? – “que combatem contra a alma; tendo o vosso viver honesto entre os gentios” (1 Pedro 2:11,12). E, como cristãos, não sabemos disso? Estas coisas “combatem contra a alma”; elas se intrometem entre nós e Deus, e perdemos a fé, perdemos a bênção, e ficamos em miseráveis condições, padecendo agonias de remorso e arrependimento. Deixem-nas de lado, diz a Bíblia. Como Deus disse há tanto tempo a Abraão: “Sai do meio deles”.

Mas esse é apenas o lado negativo. Há alguns que não gostam do cristianismo porque, dizem eles, o cristianismo é só negativo; dizem eles que o cristianismo diz a você, “Não faça isto; não faça aquilo”, e elimina todo o prazer, nada dando em troca. Oh, que mentira! Que perversão do cristianismo! Este lhe diz que pare com certo tipo de vida e que saia dali, porém veja o que ele lhe dá – ele o chama para uma vida positiva. “Segue-me”, diz o Filho de Deus.

E séculos antes houve este grande apelo de Abraão. Olhe para ele, olhe a vida que ele começou a desfrutar. Que coisa maravilhosa é ser amigo de Deus, falar com Ele, o Deus todo-poderoso inclinando-Se para falar, revelando Seus segredos, dando ânimo, fazendo chover Suas bênçãos! Oh, não há nada no universo que se compare com isto; uma nova vida, uma vida limpa, uma vida cheia!

Tenho dito freqüentemente que não há vida comparável à vida cristã. Você quer interesse e vibração intelectual? Venha, comece a ler a Bíblia. Instrua-se, procure entendê-la. Estude as vigorosas Epístolas do apóstolo Paulo, Graças a Deus eu posso dizer, tendo estado no ministério por quase quarenta anos, que, quanto mais leio a Bíblia, mais me rejubilo nela, mais maravilhosa ela se me torna, mais emocionante eu a vejo. E prelibo cada novo domingo. Você não se cansa da Palavra de Deus, não a exaure. Ela se amplia diante de você, sempre se mostrando nova.

E você vai sondando as profundezas, as coisas profundas de Deus. Você entende a vida e, contudo, torna-se independente da vida. Não posso pensar em coisa mais miserável do que a velha Vida na qual você era dependente do dinheiro. Sem dinheiro você não pode comprar comida e bebida, não pode comprar sexo, não pode comprar prazer. E, claro, se você não fizer isso, vai sentir-se miseravelmente mal, não saberá o que fazer com si mesmo. Oh, a tragédia daquela velha vida do mundo, a vida de pecado!

Aqui, porém, está outra vida; você pode estar sem nenhum tostão, não importa. Observe o apóstolo Paulo – eis o que ele diz sobre si mesmo numa carta escrita da prisão: “Já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância… Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses 4:11-13). Independente do mundo e de todas as suas coisas, independente do dinheiro e de tudo o que pode ser comprado com ele, conhecer Deus, o autor, o criador e o realizador de todas as coisas, e compartir vida com Ele. Para isso foi que Deus nos fez.

O primeiro mandamento é, “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças” (Marcos 12:30) – e Ele tomará tudo de você e lhe dará infinitamente mais, e você irá avante, fruindo Deus por toda a eternidade. “O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lO para sempre” (Confissão de Fé de Westminster: Breve Catecismo, perg. 1). Examine o Sermão do Monte, que vida! Esse é o modo de viver. E o contraste absoluto com tudo o que conhecemos por natureza neste mundo limitado pelo tempo. Você segue Deus positivamente e se deixa guiar por Ele passo a passo e de estágio a estágio, rumo às glórias que Ele lhe vai revelar.

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Você vai vencer – Bob e Debbie Gass

“Ao Senhor clamo em alta voz, e… Ele me responde.” – Salmo 3:4 NVI

Independentemente de quando ou por que você tropeçou, Deus quer tomá-lo pela mão e colocá-lo de pé outra vez. Aqueles que nunca experimentaram o fracasso geralmente não realizam muito. Há certa segurança em não se arriscar. Não se perde nada, mas também não se ganha nada. Pessoas assim nunca saem do barco e andam sobre as águas. Não seria melhor quase se afogar e precisar ser salvo, do que nunca experimentar o poder de Deus operando através de você? A adversidade é como o fermento; quando o calor aquece, ele cresce. E quanto mais quente fica, mais ele cresce. A verdade é que toda oportunidade que Deus lhe dá virá com obstáculos, e você precisará se colocar acima deles. Veja os filhos de Israel no Egito: “… Mas quanto mais os afligiam, tanto mais se multiplicavam, e tanto mais cresciam…” (Êxodo 1:12 NKJV). Em geral, os tempos difíceis fortalecem mais a nossa fé que os tempos de facilidade. Você diz: “Mas eu fiz tudo errado!” Deus diz: “… A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza…” (2 Coríntios 12:9). Você diz: “Mas as pessoas em quem eu confiava me decepcionaram, e as que eu pensava que estavam a meu favor estavam contra mim”. O Salmista disse: “São muitos os que dizem a meu respeito: ‘Deus nunca o salvará!’ Mas… ao Senhor clamo em alta voz, e… Ele me responde” (Salmo 3:2-4 NVI). É difícil aceitar que algumas pessoas não querem que você tenha êxito. Mas o fato de muitos falarem assim a seu respeito não torna isso uma realidade! O lugar mais seguro do mundo é dentro da vontade de Deus. Se alinhar o seu plano com o propósito Dele, no final você vencerá, e ninguém poderá fazer nada para impedi-lo!

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário